18/04/2021

CONEXÃOJARU

CONECTADO COM VOCÊ(69)984310175

Votos de Nevada e Geórgia podem definir eleição nos EUA nesta 5ª

Projeções mostram margem apertada nos dois Estados; se Biden for vencedor em ambos, terá votos suficientes no Colégio Eleitoral,

Apuração continua em diversos distritos na Geórgia

As eleições nos EUA ainda não estão definidas, mas podem ter um resultado nesta quinta-feira (5), se as projeções de voto nos Estados de Nevada e Geórgia avançarem o suficiente para que os votos no Colégio Eleitoral possam ser somados ao total do ex-vice-presidente Joe Biden e chegar a 270 votos.

Outros dois Estados que têm margem mais apertada e podem ajudar tanto Biden quanto Trump são Arizona e Pensilvânia. Se conseguir dois desses quatro, o democrata será considerado eleito. Trump precisa confirmar vitórias na Carolina do Norte e no Alasca e vencer na Pensilvânia e no Arizona (ou Nevada) para ser reeleito, mas nesse caso o resultado dificilmente será conhecido nesta quinta.

Acompanhe a apuração da eleição no mapa interativo

Há também a questão dos diversos processos abertos pela campanha de Trump para paralisar ou refazer contagens em diversos Estados, que deve arrastar o processo por mais algum tempo.

Margens apertadas

Na Geórgia, há cerca de 61,8 mil votos a serem apurados e Trump tem, neste momento, uma vantagem de pouco mais de 18 mil. O republicano viu sua vantagem diminuir a cada nova atualização em um estado que historicamente vota em seu partido. Como o Estado tem 16 votos no Colégio Eleitoral, uma vitória ali pode dar a presidência para Joe Biden.

“Velocidade é interessante, mas preferimos ser precisos com esse resultado, sabemos da importância disso. Nossa estimativa é que vamos conseguir terminar ainda hoje, possivelmente no fim da tarde ou início da noite, mas precisamos fazer do jeito correto”, disse o secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, em uma entrevista coletiva.

No Arizona e em Nevada, Estados que não atualizam seus números desde a noite de quarta, as margens de vantagem de Biden sobre Trump são apertadas, de 68 mil e 8 mil votos, respectivamente. Se o democrata mantiver a dianteira nesses locais, será eleito.

Já na Pensilvânia, onde Trump tinha uma dianteira considerável, a margem caiu para apenas 136 mil votos. Com uma votação intensa nas cédulas antecipadas, Biden pode conquistar a presidência com os 20 votos no Colégio Eleitoral que o Estado garante.