27/11/2020

CONEXÃOJARU

CONECTADO COM VOCÊ(69)984310175

Saúde:Com a baixa de doação de sangue em RO faz Fhemeron emitir alerta vermelho,

Bolsa de sangue o+ — Foto: Ascom Prefeitura de Óbidos/Divulgação

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron) emitiu um alerta vermelho em razão da baixa procura para doação de sangue em todo o estado. Bolsas dos tipos O- e O+ são as mais críticas, sendo o suficiente para atender em apenas um dia, conforme a instituição.

Os estoques do tipo sanguíneo O estão abaixo em todo o estado.

A Fundação informou que a pandemia do novo coronavírus tem ligação direta no déficit de bolsas nos hemocentros da região.

Serviço:

 

Os atendimentos na capital Porto Velho, por exemplo, ocorrem de segunda a sexta-feira, de 7h15 às 18h, sem intervalo para almoço ou necessidade de marcação dos horários (veja lista de telefones no interior abaixo).

Em novembro, a Fhemeron não está abrindo aos sábados.

Confira abaixo o contato da Fhemeron pelo estado:

  • Porto Velho: (69) 3216 2234/ (69) 98464-0125
  • Ariquemes: (69) 3535-2658/ (69) 99202-1434
  • Ji-Paraná: (69) 3421-1651/ (69) 99287 1247
  • Cacoal: (69) 3441-0823
  • Rolim de Moura: (69) 3442-1328
  • Vilhena: (69) 3321-5147/ (69) 99240-6211

 

Quem pode doar?

 

  • é necessário ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto
  • jovens com 16 e 17 anos só podem doar sangue com autorização dos pais ou responsáveis legais. Eles devem levar ainda um documento de identidade do responsável
  • não é necessário estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação e não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas antes da coleta do sangue.
  • Os voluntários não podem ter tido hepatite após os 10 anos, nem estar expostas a doenças transmissíveis pelo sangue (Sífilis, AIDS, Hepatite e Doenças de Chagas)
  • Mulheres grávidas ou amamentando e usuários de drogas também não podem doar sangue.
  • Infectados pela Covid-19 podem doar sangue após 30 dias do desaparecimento dos sintomas e se apenas registraram a forma branda da doença, ou seja, caso não tenham ficado internados em Unidades de Terapia Intensiva.