07/03/2021

CONEXÃOJARU

CONECTADO COM VOCÊ(69)984310175

Rondônia tem menos de dois médicos para cada mil habitantes

Médico em leito de UTI — Foto: Getty Images via BBC

Rondônia possui 3.160 médicos para atender a população total de mais de 1,7 milhão de pessoas. Isso significa um percentual de 1,78 médico para cada a mil habitantes. É o que mostra o estudo “Demografia Médica no Brasil 2020”, divulgado esta semana.

O trabalho aponta que os médicos seguem concentrados nas regiões Sul e Sudeste do país. O Norte tem 23.964 profissionais para atender mais de 18,4 milhões de moradores. A tabela abaixo mostra o quantitativo na distribuição dos profissionais:

Distribuição de médicos por regiões

Região Médicos População
Norte 23.964 18.430.980
Nordeste 96.303 57.071.654
Sudeste 278.325 88.371.433
Sul 80.278 29.975.984
Centro-Oeste 44.658 16.297.074

A situação é ainda mais preocupante no período de pandemia. Em Cacoal (RO), por exemplo, não há médicos interessados em assumir vagas, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Dez profissionais do Hospital de Campanha de Porto Velho foram enviados ao município para reforçar os atendimentos nos hospitais estaduais. Eles chegaram na quarta-feira (9). A equipe foi enviada depois que sete médicos de Cacoal contraíram a Covid-19 e precisaram se afastar dos postos de trabalho.

Para Ellen Santiago, vice-presidente do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero), a possível causa de não haver interesse de atuação nessa região é a falta de estabilidade.

“Realmente essa situação do coronavírus ainda não está estável em Rondônia, o número de casos continua aumentando. O grande problema da falta de médicos é a falta de estabilidade no emprego. O contrato é emergencial então quando termina eles são dispensados, não há garantia que eles vão continuar no trabalho. Mas mesmo assim existem médicos recém-formados que estão abraçando a causa por humanidade, por solidariedade aos pacientes que estão padecendo de coronavírus. E eles estão se predispondo a fazer o atendimento, ir para Cacoal”, disse Ellen.

 

Médicos com equipamentos de proteção — Foto: Agência Brasil/ BBC

Médicos com equipamentos de proteção — Foto: Agência Brasil/ BBC

Segundo o estudo, entre os 3.160 profissionais que atuam em Rondônia, as mulheres são 41,3% (1.305) e os homens equivalem a 58,7% (1.855).