28/11/2020

CONEXÃOJARU

CONECTADO COM VOCÊ(69)984310175

Princesa Diana foi chantageada para revelar barracos da família real?

Princesa Diana foi chantageada para revelar barracos da família real?

Lady Di em entrevista a BBC em 1995
Lady Di em entrevista a BBC em 1995Reprodução

Não, a princesa Diana não vai ter paz. A rede britânica BBC acaba de revelar que fará uma investigação sobre como o jornalista Martin Bashir obteve entrevista bombástica com Diana em 1995, em que ela revelava uma série de podres e barracos da família real britânica.

Entre as revelações bombástica da princesa estava o fato do então marido, o princípe Charles, ter uma amante há anos. Ela ainda falou da saúde da rainha, de seu sofrimento em um casamento de aparências e sobre outros detalhes muito íntimos da família real. Na época, a entrevista caiu como uma bomba no Palácio de Buckingham e em todo o mundo.

A investigação foi iniciada dias após após o irmão de Diana, Earl Spencer, voltar a afirmar que o jornalista produziu documentos falsos e usou de chantagem para ganhar a confiança da família.

Tim Davie, diretor geral da BBC, confirmou que os termos da investigação seriam anunciados nos próximos dias: “A BBC está levando isso muito a sério e queremos saber a verdade. Estamos no processo de comissionar uma investigação robusta e independente”, revelou ele.

Segundo o diretor, Bashir estaria hoje muito doente e não conseguiria neste momento responder a muitas perguntas.

O jornalista, que ainda é funcionário da BBC, estaria se recuperando de uma cirurgia de ponte de safena, além de ter “complicações significativas” depois de contrair Covid-19 no início do ano.

Segundo o irmão de Lady Di, Bashir o enganou repetidamente para obter acesso à realeza quando o casamento dela com o príncipe Charles desmoronou. A entrevista bombástica com a princesa ganhou as manchetes em todo o mundo e turbinou a carreira de Bashir, que ganhou elogios por um furo jornalístico importante.

Bashir teria usado até extratos bancários falsos para ‘chantagear’ a princesa e o irmão, criados por um designer gráfico na época.

Os documentos falsos deram a impressão de que membros e pessoas ligadas à  família real estavam vendendo histórias aos jornais, pressionando Diana a falar.

A questão foi investigada na época, com o ex-chefe de notícias da BBC, Tony Hall, livrando  Bashir de delitos em 1996. O diretor disse na época que o designer gráfico (que fez os documentos falsos) que seguia as ordens de Bashir “não trabalhava mais para a BBC”.

Na época da entrevista, em 1995, Martin Bashir ainda teria coagido a Princesa Diana a conversar com ele sobre assuntos de sua vida pessoal, alegando que um ex-segurança da família real o tinha procurado e contado diversos segredos da vida pessoal dos membros da realeza.

Diana e Charles se divorciaram em 1996, e ela morreu aos 36 anos em um acidente automobilístico em Paris, no ano seguinte.